Legislação Psicanálise

MINISTÉRIO DO TRABALHO E EMPREGO

CBO Nº 2515-50

CLASSIFICAÇÃO BRASILEIRA DE OCUPAÇÕES

 

2515 – PSICÓLOGOS E PSICANALISTAS

 

2515-05 – PSICÓLOGO EDUCACIONAL – Psicólogo da educação, Psicólogo Escolar

2515-10 – PSICÓLOGO CLÍNICO – Psicólogo Acupunturista, Psicólogo da Saúde, Psicoterapeuta, Terapeuta

2515-15 – PSICÓLOGO DO ESPORTE – Psicólogo Desportivo

2515-20 – Psicólogo Hospitalar

2515-25 – Psicólogo Jurídico

2515-30 – Psicólogo Social – 

2515-35 -  Psicólogo do Trânsito

2515-40 – Psicólogo do Trabalho

2515-45 – Neuropsicólogo

2515-50 -  PSICANALISTA – Analista (Psicanálise)

 

DESCRIÇÃO SUMÁRIA

 

Estudam pesquisam e avaliam o desenvolvimento emocional e os processos mentais e sociais de indivíduos,  grupos e intituições com a finalidade de análise, tratamento, orientação e educação: diagnosticam e avaliam distúrbios emocionais e mentais e de adaptação social, elucidando conflitos e questões e acompanhando o(s) pacientes(s) Durante o processo de tratamento ou cura; investigam os fatores inconscientes do comportamento individual e grupal, tornando-os conscientes; desenvolvem pesquisas experimentais, teóricas e clínicas e coordenam equipes e atividades de área e afins.

 

FAMÍLIAS AFINS

 

2035 – Pesquisadores das Ciências Sociais e Humanas

2392 – Professores de Educação Social

2515 – PSICÓLOGOS e PSICANALISTAS

 

CONDIÇÕES GERAIS DO EXERCÍCIO

 

Os profissionais dessa família ocupacional atual, principalmente, em atividades ligadas à saúde, serviços sociais e pessoais e educação. Podem trabalhar como autônomos e/ou com carteira assinada, individualmente ou em equipes. É comum os psicólogos clínico, hospitalar, social e neuropsicólogos trabalharem com supervisão. Têm como local de trabalho ambientes fechados ou, no caso de neuropsicólogos e psicólogos jurídicos, pode ser a céu aberto. Os psicólogos clínicos, sociais e os PSICANALISTAS , eventualmente, trabalham em horários irregulares. Alguns deles trabalham sob  pressão, em posições desconfortáveis durante logos períodos, confinados (psicólogos clínicos e sociais) e expostos a radiação (neuropsicólogo) e ruídos intensos. A OCUPAÇÃO PSICANALISTA NÃO É UMA ESPECIALIZAÇÃO, É UMA FORMAÇÃO, QUE SEGUE PRINCÍPIOS, PROCESSOS E PROCEDIMENTOS DEFINITOS PELAS INSTITUIÇÕES RECONHECIDAS INTERNACIONALMENTE, PODENDO O PSICANALISTA TER DIFERENTES FORMAÇÕES, COMO: PSICÓLOGO, PSIQUIATRA, MÉDICO, FILÓSOFO, ETC.

 

FORMAÇÃO E EXPERIÊNCIA

 

Para os trabalhadores dessa família é exigido o NÍVEL SUPERIOR COMPLETO e experiência profissional que varia segundo a formação. Para os psicólogos, de um modo geral, pede-se de um a quatro anos, como é o caso do psicólogo clínico, PARA O PSICANALISTA é necessário, no mínimo cinco anos de experiência. Os cursos de qualificação também variam de cursos básicos de duzentas a quatrocentas horas-aula, como no caso do psicólogo hospitalar, mais de quatrocentas h/a para os psicólogos jurídicos, PSICANALISTAS e neuropsicólogos, até cursos de especialização para os psicólogos clínicos e sociais. A formação desses profissionais é um conjunto de atividades desenvolvidas por eles, mas os procedimentos são diferentes quanto a aspectos formais relacionados às instituições que os formam. 

 

ÁREAS DE ATIVIDADES

 

a)    Avaliar comportamentos individual, grupal e institucional

b)    Analisar, tratar indivíduos, grupos e instituições

c)    Orientar indivíduos, grupos e instituições

d)    Acompanhar indivíduos grupos e instituições

e)    Educar indivíduos, grupos e instituições

f)    Desenvolver pesquisas experimental, teóricas e clínicas

g)    Coordenar equipes e atividades de área e afins

h)    Participar de atividades para consenso e divulgação profissional

i)    Realizar tarefas administrativas

 

 

RECURSO DE TRABALHO

Caixa lúdica, testes, computador, questionários, inventários, material gráficos, escolas, softwares específicos, divã, material lúdico.

 

ÁREAS DE ATUAÇÃO DO PSICANÁLISTA

 

Há uma grande necessidade de psicanalistas para orientar as pessoas na solução de seus problemas existenciais, tais como: fobias, ansiedades, depressões, obsessões, impulsos auto e heteroagressivos, angústias e crises de toda ordem. O profissional de Psicanálise ajudará a sociedade a ficar mais humana e a vida a ter mais sentido! 

 

Segundo o CB0 nº 2525-50 do Ministério do Trabalho e Emprego, no final do Curso de Formação em Psicanálise você estará preparado para atuar nas seguintes áreas:

 

AVALIAR COMPORTAMENTOS INDIVIDUAL, GRUPAL E INSTITUCIONAL. - Triar casos, entrevistar pessoas, levantar dados pertinentes, observar pessoas e situações, escutar pessoas ativamente. Investigar pessoas, situações e problemas, escolher o instrumento de avaliação, aplicar instrumento de avaliação, sistematizar informações, elaborar diagnósticos, elaborar pareceres, laudos e perícias, responder a quesitos técnicos judiciais, devolver resultados (devolutiva).

 

ANALISAR, TRATAR INDIVÍDUOS, GRUPOS E INSTITUIÇÕES - Propiciar espaço para acolhimento de vivencias emocionais (setting), oferecer suporte emocional, tornar consciente e inconsciente, propiciar a criação de vínculos paciente-terapeuta, interpretar conflitos e questões, elucidar conflitos e questões, promover a integração psíquica, promover o desenvolvimento das relações interpessoais, promover desenvolvimento da percepção interna, mediar grupos, família e instituições para solução de conflitos, dar aula.

 

ORIENTAR INDIVÍDUOS, GRUPOS E INSTITUIÇÕES - Propor alternativas para solução de problemas, informar sobre o desenvolvimento do psiquismo humano, aconselhar pessoas, grupos e famílias, orientar grupos profissionais, orientar grupos específicos (pais, adolescentes, etc., assessorar instituições.

 

ACOMPANHAR INDIVIDUOS, GRUPOS E INSTITUIÇÕES - Acompanhar impactos em intervenções, acompanhar o desenvolvimento e a evolução do caso, acompanhar o desenvolvimento de profissionais sem formação e especialização, acompanhar resultados de projetos, participar de audiências.

 

EDUCAR INDIVIDUOS, GRUPOS E INSTITUIÇÕES - Estudar caso em grupo, apresentarem estudos de caso, ministrar aulas, supervisionar profissionais da área e de áreas afins, realizar trabalhar para desenvolvimento de competência e habilidades profissionais, formar psicanalistas, desenvolver cursos para grupos específicos, confeccionar manual educativo, desenvolver curso para profissionais de outras áreas, propiciar recursos para o desenvolvimento de aspectos cognitivos, acompanhar resultados de curas, treinamento.

 

DESENVOLVER PESQUISAS EXPERIMENTAIS, TEÓRICOS E CLÍNICAS - Investigar o psiquismo humano, investigar o comportamento individual, e grupal e institucional, definir o problema e objetivos, pesquisar bibliografias, definir metodologia de ação, estabelecer parâmetros de pesquisa, construir instrumentos de pesquisa, coletar dados, organizar dados, compilar dados, fazer leitura de dados, integrar produtos de estudos de caso.

 

COORDENAR EQUIPES DE ATIVIDADES DE ÁREAS AFINS - Planejar as atividades da equipe, programar atividades gerais, programar atividades da equipe, distribuir tarefas a equipe, trabalhar a dinâmica da equipa, monitorar atividades das equipes, preparar reuniões, coordenar reuniões, coordenar grupos de estudos, organizar eventos, avaliar propostas e projetos,avaliar e executar as ações.

 

PARTICIPAR DE ATIVIDADES PARA CONSENSO E DIVULGAÇÃO PROFISSIONAL - Participar de palestras, debates, entrevistas, seminários, simpósios, participar de reuniões científicas (Congressos, etc.), publicar artigos, ensaios de livros científicos, participar de comissões técnicas, participar de conselhos municipais, estaduais e federais, participar de entidades de classe, participar de evento junto aos meios de comunicação, divulgar práticas do psicanalista, fornecer subsídios às estratégias organizacionais, fornecer subsídios à formação de políticas organizacionais, buscar parcerias, ética e organizacional.

 

REALIZAR TAREFAS ADMINISTRATIVAS - Redigir pareceres, redigir relatórios, 

agendar atendimentos, receber pessoas, organizar prontuários, criar cadastros, redigir ofícios, memorandos e despachos, compor reuniões administrativas técnicas, fazer levantamento estatístico, comprar material técnico, prestar contas.

 

DEMONSTRAR COMPETÊNCIAS PESSOAIS - Manter sigilo, cultivar a ética, demonstrar ciência sobre o código de ética profissional, demonstrar ciência sobre a legislação pertinente, demonstrar bom senso, respeitar os limites de atuação, ser psico-analisado, ser psicoterapeutizado, demonstrar continência (Acolhedor), demonstrar interessa pela pessoa, ser humano, ouvir ativamente (saber ouvir), manter-se atualizado, contornar situações adversas, respeitar valores e crenças dos clientes, demonstrar capacidade de observação, demonstrar habilidade de questionar, amar a verdade, manter o setting, demonstrar autonomia de pensamento, demonstrar espírito crítico, respeitar os limites do cliente e tomar decisões em situações de pressão.

Nota a alunos e interessados: Informamos que todas as mensagens recebidas via WhatsApp e e-mail serão respondidas dentro de 48 horas úteis. Mensagens recebidas no final de semana serão respondidas na segunda feira. Lembramos que o nosso horario de atendimento é de segunda a sexta das 9:00 às 19:00 de Brasília.

Desde já agradecemos pela compreensão.

 

Diretoria

Instituto InternacionalAella - Ser&Saber Consciente

Instituto Internacional Ser&Saber Consciente

Empresa mantenedora: Consciousness Boca

Registration Number: G12000071316. Desde 17/07/2012

Endereço: 3200 N Federal Hwy 206-19. Boca Raton, FL 33431 - USA

Email: info@institutossc.com

Celular/WhatsApp: + 55 11 9 6020 7474 (Cláudia)

Responsável: Adriana Tanese Nogueira

  • YouTube - Black Circle
  • Facebook Basic Black
  • Instagram Basic Black